Sanny Japiassú é eleita presidente do Conselho Deliberativo da Anape

19/05/2017 às 01:31

Sanny Japiassú é eleita presidente do Conselho Deliberativo da Anape

A presidente da Associação dos Procuradores do Estado da Paraíba (Aspas), Sanny Japiassú, foi eleita nesta quinta-feira (18) para o cargo de Presidente do Conselho Deliberativo da Associação Nacional dos Procuradores dos Estados e do DF (Anape). A paraibana faz parte da chapa “Novos Rumos – Resistir e Avançar”, que tem como presidente eleito da Anape, o procurador Telmo Lemos Filho (RS).

Emocionada após a consolidação de sua eleição para ocupar a nova missão, Sanny Japiassú, buscou agradecer aos colegas procuradores associados da Anape, sobretudo, os paraibanos pela confiança em seu trabalho. "Serei eternamente agradecida aos meus amigos e companheiros de caminhada rumo a uma Advocacia Pública forte e valorizada", comentou.

Sanny Japiassu enfatizou o grande empenho dos associados no pleito e reforçou as palavras do presidente Telmo Lemos sobre a luta pela valorização da carreira e pela defesa das prerrogativas. “Não será fácil superar o desempenho desta diretoria que se encerra agora, mas existe um grande anseio de continuarmos com esse trabalho que vem sido realizado tão bem. Tenho certeza que o Telmo será um grande presidente, e todos nós que fazemos parte da nova gestão estamos imbuídos do desejo de contribuir muito pelo fortalecimento da Anape, mesmo sabendo que o momento atual não é dos mais fáceis. Nosso país vive hoje desafios complexos, de muitos problemas, mas esse grupo eleito hoje, muito unido, solidário e comprometido, fará o que estiver ao nosso alcance para desempenharmos uma grande gestão no próximo triênio”, finalizou Sanny.

Reconhecimento pela Aspas

Para Sanny, o convite para ocupar a nova função é o coroamento de todo um trabalho executado na Presidência da Aspas. Ela, que termina o segundo mandato à frente da Associação paraibana no final de julho, aproveitou para destacar algumas das conquistas obtidas pela carreira e também para agradecer aos colegas procuradores, ativos e inativos, pelo apoio nas lutas por melhores condições de trabalho e em defesa das prerrogativas da carreira.

“Já são quase seis anos à frente de várias lutas travadas em favor da nossa carreira. Mesmo assim, adquirimos nesse período a tão sonhada sede própria, que funcionará em um prédio bonito e moderno; reformulamos o nosso Estado que esteve obsoleto por anos; implantamos o voto direto para escolha dos integrantes do Conselho Superior da PGE-PB; realizamos o Congresso Nacional dos Procuradores em João Pessoa; enfim, foram várias as conquistas obtidas. Tudo isso, graças ao empenho de uma diretoria forte, formada por procuradores experientes e por jovens compromissados. A Aspas crescerá ainda mais após a minha saída, se manterá como uma entidade de classe forte, referência para as demais categorias”, comentou.